Número total de visualizações de página

Não deixe de ler o Conto: "O Turra Mussolé", publicado no dia 7 de Setembro de 2008, o qual, ao cabo de 34 anos da chamada "Revolução dos Cravos" sofreu CENSURA por parte do Ministério da Defesa Nacional, levando-me a deixar de escrever no Jornal da APOIAR - Associação de Apoio aos Ex-Combatentes Vítimas de Stresse de Guerra.

"MENINA DOS OLHOS TRISTES" CANTADO POR ADRIANO CORREIA DE OLIVEIRA

DIREITOS DE AUTOR
OS CONTEÚDOS DESTE BLOGUE ENCONTRAM-SE PROTEGIDOS PELA LEI DE PROTECÇÃO AOS DIREITOS AUTORAIS

terça-feira, 16 de setembro de 2008

ENCERRADO PARA OBRAS

ESTE ESPAÇO ENCONTRA-SE TEMPORARIAMENTE SUSPENSO.
OBRIGADO PELA VISITA.
SAUDAÇÕES BLOGUISTAS.

4 comentários:

Gonçalo Marques disse...

Bom dia.
Por favor, não suspenda o blogue. Necessitamos que sejam contadas estas e outras histórias, reais ou parcialmente ficcionadas. Não sei se a ficção será assim tão grande... que se passaram verdadeiras atrocidades nessa altura é bem verdade... o pior é que hoje em dia continuam a passar-se e ficam impunes. Os grandes "comandantes" controlam e amordassam os "soldados rasos". A escrita será sempre um meio de liberdade de expressão. Os "putos" que não viveram essa realidade precisam de saber o que se passou na Guerra Colonial que será o mesmo que dizer... em todas as guerras. Isso da guerra cirúrgica é só "tretas". Eu próprio já nasci com a liberdade (uma semana depois!) mas tive pais que me despertaram e ensinaram a nossa história.

Tentativas Poemáticas disse...

Gonçalo
Muito obrigado pela visita e pela opinião. Fui ver o seu blogue, logo hoje que não tinha ainda encontrado motivos para rir, ri-me.
Quis deixar-lhe um comentário mas não consegui. ETIQUETAS: OPINIÃO, clico e volta à publicação. Voltarei mais tarde. Gosto de sátira social e, obviamente, vou passar por lá mais vezes. Há relativa/ pouco tempo, num restaurante da Chamusca, cuja proprietária dizia ser licenciada, chamei-a, a ela e ao marido, à atenção porque no menú colocado na parede em letras enormes estava escrito: Costoletas. Não sei se ainda estão abertos mas sei que passado muito tempo as "costoletas"
ainda lá estavam. Na altura eu escrevia no Jornal da Chamusca e eles não quiseram acreditar em mim.
Enfim, desejo-lhes que vendam muitas "costoletas".
Gostei mesmo muito da sua visita.
Um abração
António

Coisas de Mulher disse...

Se ajuda:
no blogue do Gonçalo onde não consegue comentar, é porque os comentários não estão activados, as Etiquetas são aquilo que eu tenho no fim dos meus posts, que é o que agrupa os temas, se clicar numa palavra, aparecem todos os posts que foram "etiquetados" com essa palavra :)

Tentativas Poemáticas disse...

Helena
Obrigado, querida amiga.
Estou ansioso à espera de saber como decorreu a Feira.
Beijinho
António

Seguidores

STATCOUNTER

Pesquisar neste blogue

Acerca de mim

A minha foto
Já lá vai o tempo do "Currículo"... Espiritualista (estudioso, mas não fanático). Voluntariado